D
I
C
A
S
Antes de comprar, verifique SEMPRE, a quantidade de tinta que vem descrita na embalagem dos tinteiros novos. Faça as contas ...

D
I
C
A
S
Imprima sempre que possível em modo rascunho ou económico. Ficará admirado com a durabilidade do seu cartucho.

D
I
C
A
S
Ao comprar a sua impressora, informe-se sobre a possibilidade desta usar os cartuchos de alta capacidade. Compensam largamente.

D
I
C
A
S
Faça a manutenção da sua impressora. Consulte o catálogo ou informe-se. Alguns cuidados e a sua impressora durará mais do que espera.

Tinteiros e Impressoras

«Parece mentira mas é verdade. Podem comprar-se impressoras de computador mais baratas do que os seus tinteiros. É possível vê-las a menos de 50 euros, enquanto um conjunto de cartuchos, preto e cores, raramente fica abaixo desse valor. É um mistério. Os mais desconfiados dizem que se trata de um engodo, pois os fabricantes apenas querem que se use a impressora para poderem ter mercado para os tinteiros. E talvez haja uma ponta de verdade nestas especulações. O que pouca gente sabe, contudo, é que a impressora propriamente dita não é mais que uma carroçaria; a verdadeira tecnologia moderna está nos tinteiros e nas cabeças de impressão. É verdade: nas impressoras estilo ink-jet ou de jactos de tinta, a tecnologia conseguiu maravilhas.
Nas cabeças de impressão que estão em contacto com o papel - e que podem ou não estar integradas nos próprios cartuchos - há um mundo microscópio que funciona a alta velocidade. Desse mundo saem pequenos jactos de tinta que são atirados para o papel. Esses jactos acertam no ponto pretendido com erro inferior a um centésimo de milímetro. Depositam pequenos pontos de tinta com diâmetro que pode ser inferior a 40 milésimos de milímetro, portanto cerca de metade da secção de um cabelo humano. (…) O segredo do processo está na forma de expelir esses pequenos jactos de tinta, que saem por muitos tubos microscópios situados na cabeça de impressão.
A construção desses tubos e a precisão com que são colocados são já de si feitos da técnica. Mas o milagre está no controlo da quantidade de tinta que sai para formar cada ponto. Se sair de mais, a tinta esborrata e o rigor que se queria atingir desaparece. Se sair de menos, perde-se a nitidez.
(…) A temperatura é suficiente para vaporizar uma pequena quantidade de tinta, criando uma bolha de gás que se expande e expulsa uma gotícula de tinta para o papel. Em seguida, a temperatura desce e a bolha contrai-se e desaparece, obrigando a tinta a subir do depósito para preencher o volume deixado livre pela gotícula expulsa. Tudo isto num instante. Em cerca de um milionésimo de segundo. Imaginava que a Sua impressora fosse uma máquina tão fabulosa.»
[ in “Passeio Aleatório pela ciência do dia-a-dia”de NUNO CRATO / edição Gradiva — Ciência Aberta nº166 ]

SABIA QUE...


  • Um toner pode demorar 600 anos para degradar-se ? são necessários cerca de 5 kg de crude para fabricar um toner novo? E que a poupança na reciclagem de 6 toners permite-lhe comprar uma impressora nova ?
  • Alguns dos tinteiros/toners novos que compra são reciclados ? Exactamente. Observe atentamente se nas embalagens não encontra informação do género: “fabricado com materiais novos e usados” ou “Este cartucho poderá conter partes reconstruídas e materiais reciclados”
  • A quantidade de cartuchos reciclados nos EUA é superior a 50%, na Suíça ronda os 30%, na Alemanha os 25%, em Espanha e França 10% e que em Portugal é inferior a 4%.